Vox Dei nº 444 de 26 de março de 2017

A falta de renda que garanta o sustento próprio e da família leva muitas pessoas às raias do desespero. Com a retração no mercado de trabalho, surge um medo do futuro, daquilo que ainda poderá ocorrer. Assim, um grande perigo ronda trabalhadores e seus dependentes, o de se submeter a praticar atos ilegais, de correr riscos trabalhando na informalidade, de aceitar trabalho bem aquém de suas habilidades e fazer disso uma fonte de constrangimento.

O cansaço, o sofrimento, as desilusões, as lutas diárias que por vezes vão além do suportável, trazem consigo o desamor, a desunião, a discórdia e a descrença em dias melhores. Muitos acham que a culpa é de Deus e simplesmente deixam de rezar e começam a apelar para sortilégios, mandingas ou passam a frequentar outros segmentos religiosos em busca da insidiosa teologia da prosperidade.   

Há poucos dias, um homem comentava que apesar de ter exercido altíssimos cargos em nível nacional, jamais se deixou seduzir pelo enriquecimento ilícito apesar de movimentar valores astronômicos. A honestidade virou exceção pois ele era tido como um entrave para o ganho ilegal de muitos.  Ele não se arrepende de ter voltado a ter que batalhar pelo seu sustento e de sua família. Ele declarou sua total confiança em Deus para conseguir superar a queda da renda, e conseguiu com a força da oração e a união da família.

A oração cria um vínculo de confiança. É a conversa do coração, nela não pode haver subterfúgios, ela deve nascer da intenção real em se conectar, em demonstrar um interesse genuíno, em se despir de toda vergonha de se expor para Deus, sem interferências. Reconhecer suas fraquezas e a imensidão da misericórdia de Deus.

 

Às vezes a gente sente que não consegue mais nem rezar, é tanta atribulação! Mas você sabia que quando não se consegue mais nem pedir, esse é o grande sinal de Deus? É a hora de ouvir! É nesse cansaço que se encontra forças para ouvir o silêncio que sai de si mesmo. Percebê-lo, significa que é hora de prestar bastante atenção nas mensagens de Deus! É nesse momento que Ele pede para pararmos de pensar tanto e escutá-lo. Isso também é fé. Isso também é oração!